Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Feel Me

Sou tudo o que escrevo e escrever é o que me move!

Feel Me

Sou tudo o que escrevo e escrever é o que me move!

Qua | 31.05.17

Não importa o que se diz depois da dor!

sueamado
beautiful, beauty, blonde
Feelme/Não importa o que se diz depois da dor!Tema:Sentimentos!

Não importa tudo o que se diz depois da dor, depois de se terem apagado os sorrisos, porque o que fica verdadeiramente, será apenas o que nos fez bem e encheu por dentro!

Não importa se me sinto dorida, se a mágoa me parece querer consumir e se o meu olhar já não se pousa, nos outros da mesma forma. Não importa porque já te tive. Já foste meu. Já toquei cada pedaço de um corpo que me pertenceu e fui feliz enquanto acontecia.

As mágoas consomem-nos, têm o poder de nos roer, devagarinho, mas levando tudo, por isso não a deixo instalar e por cada mau pensamento, devolvo dez sorrisos e entrego-me às sensações que me fizeram gostar mesmo de ti.
As mágoas não são para mulheres como eu, porque tenho muito para fazer ainda, muito amor para espalhar, chegando a corações bem mais magoados do que o meu.
As mágoas são o oposto do que desejo para mim e só me reencontro quando estou a amar, e a verdade é que ainda te amo, tal como consegui no início, quando te via como julgava seres e me servia.

Teve um sabor agridoce, mas provei-o. Soube ao que sabia e aprendi tudo o que tinhas para me ensinar quando me foste enviado. É assim que quero amar sempre, comigo toda até que nada meu sobre, até que me funda no corpo e na alma de quem me conseguir "acordar".

Espero que a vida seja suave e generosa contigo e que consigas tudo o que desejas, mas que eu tenha forma de o ver, porque aí saberei que amei a pessoa certa, e que certo era o momento que nos juntou. Mesmo sabendo que te amarei para sempre, será de um amor diferente, envolto em todas as recordações que te trarão de cada vez que sentir a tua falta.

Não importa o que se fechou, o que terminou e de que forma, interessará sempre e mais a forma como nos amámos e eu sei que foi muito. Já não importa nada do que ficou, porque o que arrecadei, lá atrás, é totalmente meu!
Qua | 31.05.17

Não importa o que se diz depois da dor!

sueamado
beautiful, beauty, blonde
Feelme/Não importa o que se diz depois da dor!Tema:Sentimentos!

Não importa tudo o que se diz depois da dor, depois de se terem apagado os sorrisos, porque o que fica verdadeiramente, será apenas o que nos fez bem e encheu por dentro!

Não importa se me sinto dorida, se a mágoa me parece querer consumir e se o meu olhar já não se pousa, nos outros da mesma forma. Não importa porque já te tive. Já foste meu. Já toquei cada pedaço de um corpo que me pertenceu e fui feliz enquanto acontecia.

As mágoas consomem-nos, têm o poder de nos roer, devagarinho, mas levando tudo, por isso não a deixo instalar e por cada mau pensamento, devolvo dez sorrisos e entrego-me às sensações que me fizeram gostar mesmo de ti.
As mágoas não são para mulheres como eu, porque tenho muito para fazer ainda, muito amor para espalhar, chegando a corações bem mais magoados do que o meu.
As mágoas são o oposto do que desejo para mim e só me reencontro quando estou a amar, e a verdade é que ainda te amo, tal como consegui no início, quando te via como julgava seres e me servia.

Teve um sabor agridoce, mas provei-o. Soube ao que sabia e aprendi tudo o que tinhas para me ensinar quando me foste enviado. É assim que quero amar sempre, comigo toda até que nada meu sobre, até que me funda no corpo e na alma de quem me conseguir "acordar".

Espero que a vida seja suave e generosa contigo e que consigas tudo o que desejas, mas que eu tenha forma de o ver, porque aí saberei que amei a pessoa certa, e que certo era o momento que nos juntou. Mesmo sabendo que te amarei para sempre, será de um amor diferente, envolto em todas as recordações que te trarão de cada vez que sentir a tua falta.

Não importa o que se fechou, o que terminou e de que forma, interessará sempre e mais a forma como nos amámos e eu sei que foi muito. Já não importa nada do que ficou, porque o que arrecadei, lá atrás, é totalmente meu!
Ter | 30.05.17

Tenho que ter o quê?

sueamado
Resultado de imagem para woman laughing
Feelme/Tenho que ter o quê?Tema:Relações!
Imagem retirada da internet

- Tenho que ter o quê?

Miolos, testa, capacidade de me surpreender, um discurso articulado e nada de cassetes gravadas (agora já são cds). Nada de sem usados, porque eu não sou parecida com ninguém nem me interessa a forma como te diriges às outras, entendido?

Eu sei que é difícil, que dá trabalho rebobinar e ir à procura de mais vocabulário, valha-nos o google, porque senão era de enciclopédia mesmo. Mas não tenho nada a ver com isso, ou és capaz ou não és, o meu tempo é demasiado precioso para o perder com imbecis. Sabes o significado desta palavra? Boa!

Quem gosta e quer alguém por perto, não faz copy e paste, inova, move céu e terra, dá mais voltas ao quarteirão, o que for preciso para chamar a atenção. Quem gosta não usa as mesmas palavras, gastas, vistas e revistas, com quem lhe muda os dias e lhe permite uma perspectiva de futuro. Quem não sente desta forma é um fanfarrão de esquina, e nesse capítulo trama-se comigo porque de palavras percebo eu. Ou voltam para a escola e concluem licenciatura, mestrado e doutoramento, ou morrem, BEM ANTES da praia.

Cada vez encontro mais mulheres assim, que querem porque têm direito, que esperam pelo melhor, porque lixo é no contentor e bem separado (há que ser verde). Não existe qualquer razão para aceitarmos migalhas, ou acham por acaso que o facto de sermos muitas, ( as tais 7 por cada 1, não sei porquê, mas estes números já devem estar desactualizados), nos obriga a condescender e a desesperar? Nada disso e muito pelo contrário, se a oferta existente for mesmo rasca, então mudamo-nos para a outra banda e fica resolvido.

Voltando à pergunta inicial. Tenho que ter o quê? O que precisas de ter é alguma originalidade, um quê de novo e de desafiante. Preciso de algumas razões para que te possa olhar mais do que 2 vezes e a quase certeza de que não me farás arrepender. Porquê? Porque sim. Porque quero. Porque ou é isso ou não é nada. Porque sou eu que mando em mim mesma e por último, mas igualmente importante, porque eu já sei distinguir a cabeça do rabo. Olhem que não demorou assim tanto tempo e se eu consigo...

Ter | 30.05.17

Tenho que ter o quê?

sueamado
Resultado de imagem para woman laughing
Feelme/Tenho que ter o quê?Tema:Relações!
Imagem retirada da internet

- Tenho que ter o quê?

Miolos, testa, capacidade de me surpreender, um discurso articulado e nada de cassetes gravadas (agora já são cds). Nada de sem usados, porque eu não sou parecida com ninguém nem me interessa a forma como te diriges às outras, entendido?

Eu sei que é difícil, que dá trabalho rebobinar e ir à procura de mais vocabulário, valha-nos o google, porque senão era de enciclopédia mesmo. Mas não tenho nada a ver com isso, ou és capaz ou não és, o meu tempo é demasiado precioso para o perder com imbecis. Sabes o significado desta palavra? Boa!

Quem gosta e quer alguém por perto, não faz copy e paste, inova, move céu e terra, dá mais voltas ao quarteirão, o que for preciso para chamar a atenção. Quem gosta não usa as mesmas palavras, gastas, vistas e revistas, com quem lhe muda os dias e lhe permite uma perspectiva de futuro. Quem não sente desta forma é um fanfarrão de esquina, e nesse capítulo trama-se comigo porque de palavras percebo eu. Ou voltam para a escola e concluem licenciatura, mestrado e doutoramento, ou morrem, BEM ANTES da praia.

Cada vez encontro mais mulheres assim, que querem porque têm direito, que esperam pelo melhor, porque lixo é no contentor e bem separado (há que ser verde). Não existe qualquer razão para aceitarmos migalhas, ou acham por acaso que o facto de sermos muitas, ( as tais 7 por cada 1, não sei porquê, mas estes números já devem estar desactualizados), nos obriga a condescender e a desesperar? Nada disso e muito pelo contrário, se a oferta existente for mesmo rasca, então mudamo-nos para a outra banda e fica resolvido.

Voltando à pergunta inicial. Tenho que ter o quê? O que precisas de ter é alguma originalidade, um quê de novo e de desafiante. Preciso de algumas razões para que te possa olhar mais do que 2 vezes e a quase certeza de que não me farás arrepender. Porquê? Porque sim. Porque quero. Porque ou é isso ou não é nada. Porque sou eu que mando em mim mesma e por último, mas igualmente importante, porque eu já sei distinguir a cabeça do rabo. Olhem que não demorou assim tanto tempo e se eu consigo...

Ter | 30.05.17

Tenho que ter o quê?

sueamado
Resultado de imagem para woman laughing
Feelme/Tenho que ter o quê?Tema:Relações!
Imagem retirada da internet

- Tenho que ter o quê?

Miolos, testa, capacidade de me surpreender, um discurso articulado e nada de cassetes gravadas (agora já são cds). Nada de sem usados, porque eu não sou parecida com ninguém nem me interessa a forma como te diriges às outras, entendido?

Eu sei que é difícil, que dá trabalho rebobinar e ir à procura de mais vocabulário, valha-nos o google, porque senão era de enciclopédia mesmo. Mas não tenho nada a ver com isso, ou és capaz ou não és, o meu tempo é demasiado precioso para o perder com imbecis. Sabes o significado desta palavra? Boa!

Quem gosta e quer alguém por perto, não faz copy e paste, inova, move céu e terra, dá mais voltas ao quarteirão, o que for preciso para chamar a atenção. Quem gosta não usa as mesmas palavras, gastas, vistas e revistas, com quem lhe muda os dias e lhe permite uma perspectiva de futuro. Quem não sente desta forma é um fanfarrão de esquina, e nesse capítulo trama-se comigo porque de palavras percebo eu. Ou voltam para a escola e concluem licenciatura, mestrado e doutoramento, ou morrem, BEM ANTES da praia.

Cada vez encontro mais mulheres assim, que querem porque têm direito, que esperam pelo melhor, porque lixo é no contentor e bem separado (há que ser verde). Não existe qualquer razão para aceitarmos migalhas, ou acham por acaso que o facto de sermos muitas, ( as tais 7 por cada 1, não sei porquê, mas estes números já devem estar desactualizados), nos obriga a condescender e a desesperar? Nada disso e muito pelo contrário, se a oferta existente for mesmo rasca, então mudamo-nos para a outra banda e fica resolvido.

Voltando à pergunta inicial. Tenho que ter o quê? O que precisas de ter é alguma originalidade, um quê de novo e de desafiante. Preciso de algumas razões para que te possa olhar mais do que 2 vezes e a quase certeza de que não me farás arrepender. Porquê? Porque sim. Porque quero. Porque ou é isso ou não é nada. Porque sou eu que mando em mim mesma e por último, mas igualmente importante, porque eu já sei distinguir a cabeça do rabo. Olhem que não demorou assim tanto tempo e se eu consigo...

Ter | 30.05.17

Tenho que ter o quê?

sueamado
Resultado de imagem para woman laughing
Feelme/Tenho que ter o quê?Tema:Relações!
Imagem retirada da internet

- Tenho que ter o quê?

Miolos, testa, capacidade de me surpreender, um discurso articulado e nada de cassetes gravadas (agora já são cds). Nada de sem usados, porque eu não sou parecida com ninguém nem me interessa a forma como te diriges às outras, entendido?

Eu sei que é difícil, que dá trabalho rebobinar e ir à procura de mais vocabulário, valha-nos o google, porque senão era de enciclopédia mesmo. Mas não tenho nada a ver com isso, ou és capaz ou não és, o meu tempo é demasiado precioso para o perder com imbecis. Sabes o significado desta palavra? Boa!

Quem gosta e quer alguém por perto, não faz copy e paste, inova, move céu e terra, dá mais voltas ao quarteirão, o que for preciso para chamar a atenção. Quem gosta não usa as mesmas palavras, gastas, vistas e revistas, com quem lhe muda os dias e lhe permite uma perspectiva de futuro. Quem não sente desta forma é um fanfarrão de esquina, e nesse capítulo trama-se comigo porque de palavras percebo eu. Ou voltam para a escola e concluem licenciatura, mestrado e doutoramento, ou morrem, BEM ANTES da praia.

Cada vez encontro mais mulheres assim, que querem porque têm direito, que esperam pelo melhor, porque lixo é no contentor e bem separado (há que ser verde). Não existe qualquer razão para aceitarmos migalhas, ou acham por acaso que o facto de sermos muitas, ( as tais 7 por cada 1, não sei porquê, mas estes números já devem estar desactualizados), nos obriga a condescender e a desesperar? Nada disso e muito pelo contrário, se a oferta existente for mesmo rasca, então mudamo-nos para a outra banda e fica resolvido.

Voltando à pergunta inicial. Tenho que ter o quê? O que precisas de ter é alguma originalidade, um quê de novo e de desafiante. Preciso de algumas razões para que te possa olhar mais do que 2 vezes e a quase certeza de que não me farás arrepender. Porquê? Porque sim. Porque quero. Porque ou é isso ou não é nada. Porque sou eu que mando em mim mesma e por último, mas igualmente importante, porque eu já sei distinguir a cabeça do rabo. Olhem que não demorou assim tanto tempo e se eu consigo...

Ter | 30.05.17

Não te conhecia, mas chegaste, assim como sabes ser!

sueamado
Woman on Shadow
Feelme/Não te conhecia, mas chegaste, assim como sabes ser!Tema:Sentimentos!


Descobri-te na tormenta de palavras que com sentido, nos movimentam os sentidos, rasgam, desnudam e nos invadem de forma simples, parecendo chegar na hora certa e dizendo o que temos dentro, mas não sabemos deixar romper.

Gosto da maneira como as palavras falam contigo, dos sons que lhes atribuis e que chegam até mim quando te leio. Gosto da tua velocidade de vocábulos, os mesmos que consegues fazer virar e revirar até que digam, exactamente o que estás a sentir. Gosto de te conhecer assim, intensa e a manipular a minha imaginação, vendo-te quando percorro cada linha do que ofereces, generosamente para me mudares os dias.


Não sei como és na verdade. Não sei se amas como escreves. Se o teu olhar se fixa nas teclas que já sabes como percorrer. Se sorris quando falas de amor e se és igualmente generosa na vida. Não sei se já te amaram como descreves, ou se ainda és apenas tu.


Quem nos ama por palavras, conhece-nos a alma, é assim que te sinto e se soubesse escrever como o fazes tu, dir-te-ia TUDO o que tenho dentro e que tantas vezes me sufoca. 


Não te conhecia e por um qualquer acaso, chegaste, uns dias mais serena e em muitos outros com emoções que ainda não sei interpretar, mas que têm revolvido o meu Universo. Não te conhecia, até ao dia em que ler-te passou a chegar de forma tão natural quanto respiro. Obrigado miúda, sem ti eu seria certamente menos!


Ter | 30.05.17

Não te conhecia, mas chegaste, assim como sabes ser!

sueamado
Woman on Shadow
Feelme/Não te conhecia, mas chegaste, assim como sabes ser!Tema:Sentimentos!


Descobri-te na tormenta de palavras que com sentido, nos movimentam os sentidos, rasgam, desnudam e nos invadem de forma simples, parecendo chegar na hora certa e dizendo o que temos dentro, mas não sabemos deixar romper.

Gosto da maneira como as palavras falam contigo, dos sons que lhes atribuis e que chegam até mim quando te leio. Gosto da tua velocidade de vocábulos, os mesmos que consegues fazer virar e revirar até que digam, exactamente o que estás a sentir. Gosto de te conhecer assim, intensa e a manipular a minha imaginação, vendo-te quando percorro cada linha do que ofereces, generosamente para me mudares os dias.


Não sei como és na verdade. Não sei se amas como escreves. Se o teu olhar se fixa nas teclas que já sabes como percorrer. Se sorris quando falas de amor e se és igualmente generosa na vida. Não sei se já te amaram como descreves, ou se ainda és apenas tu.


Quem nos ama por palavras, conhece-nos a alma, é assim que te sinto e se soubesse escrever como o fazes tu, dir-te-ia TUDO o que tenho dentro e que tantas vezes me sufoca. 


Não te conhecia e por um qualquer acaso, chegaste, uns dias mais serena e em muitos outros com emoções que ainda não sei interpretar, mas que têm revolvido o meu Universo. Não te conhecia, até ao dia em que ler-te passou a chegar de forma tão natural quanto respiro. Obrigado miúda, sem ti eu seria certamente menos!


Ter | 30.05.17

Não te conhecia, mas chegaste, assim como sabes ser!

sueamado
Woman on Shadow
Feelme/Não te conhecia, mas chegaste, assim como sabes ser!Tema:Sentimentos!


Descobri-te na tormenta de palavras que com sentido, nos movimentam os sentidos, rasgam, desnudam e nos invadem de forma simples, parecendo chegar na hora certa e dizendo o que temos dentro, mas não sabemos deixar romper.

Gosto da maneira como as palavras falam contigo, dos sons que lhes atribuis e que chegam até mim quando te leio. Gosto da tua velocidade de vocábulos, os mesmos que consegues fazer virar e revirar até que digam, exactamente o que estás a sentir. Gosto de te conhecer assim, intensa e a manipular a minha imaginação, vendo-te quando percorro cada linha do que ofereces, generosamente para me mudares os dias.


Não sei como és na verdade. Não sei se amas como escreves. Se o teu olhar se fixa nas teclas que já sabes como percorrer. Se sorris quando falas de amor e se és igualmente generosa na vida. Não sei se já te amaram como descreves, ou se ainda és apenas tu.


Quem nos ama por palavras, conhece-nos a alma, é assim que te sinto e se soubesse escrever como o fazes tu, dir-te-ia TUDO o que tenho dentro e que tantas vezes me sufoca. 


Não te conhecia e por um qualquer acaso, chegaste, uns dias mais serena e em muitos outros com emoções que ainda não sei interpretar, mas que têm revolvido o meu Universo. Não te conhecia, até ao dia em que ler-te passou a chegar de forma tão natural quanto respiro. Obrigado miúda, sem ti eu seria certamente menos!


Ter | 30.05.17

Não te conhecia, mas chegaste, assim como sabes ser!

sueamado
Woman on Shadow
Feelme/Não te conhecia, mas chegaste, assim como sabes ser!Tema:Sentimentos!


Descobri-te na tormenta de palavras que com sentido, nos movimentam os sentidos, rasgam, desnudam e nos invadem de forma simples, parecendo chegar na hora certa e dizendo o que temos dentro, mas não sabemos deixar romper.

Gosto da maneira como as palavras falam contigo, dos sons que lhes atribuis e que chegam até mim quando te leio. Gosto da tua velocidade de vocábulos, os mesmos que consegues fazer virar e revirar até que digam, exactamente o que estás a sentir. Gosto de te conhecer assim, intensa e a manipular a minha imaginação, vendo-te quando percorro cada linha do que ofereces, generosamente para me mudares os dias.


Não sei como és na verdade. Não sei se amas como escreves. Se o teu olhar se fixa nas teclas que já sabes como percorrer. Se sorris quando falas de amor e se és igualmente generosa na vida. Não sei se já te amaram como descreves, ou se ainda és apenas tu.


Quem nos ama por palavras, conhece-nos a alma, é assim que te sinto e se soubesse escrever como o fazes tu, dir-te-ia TUDO o que tenho dentro e que tantas vezes me sufoca. 


Não te conhecia e por um qualquer acaso, chegaste, uns dias mais serena e em muitos outros com emoções que ainda não sei interpretar, mas que têm revolvido o meu Universo. Não te conhecia, até ao dia em que ler-te passou a chegar de forma tão natural quanto respiro. Obrigado miúda, sem ti eu seria certamente menos!