Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Feel Me

Sou tudo o que escrevo e escrever é o que me move!

Feel Me

Sou tudo o que escrevo e escrever é o que me move!

Sex | 01.12.17

Já agradeci como sempre faço...

sueamado
Related image
Thank You

Obrigada a ti, a mim, a vocês, ao mundo por girar da forma certa, aos amores, aos sonhos, à vida e aos sorrisos. Eu poderia continuar, indefinidamente a agradecer o que merece ser olhado como uma benesse, um privilégio, sorte ou fortuna. Agradecer tem preceito, não chega apenas um obrigado, um sorriso, ou um abraço. Agradecer tem que nos carregar em cada sílaba e som. Agradecer engrandece os outros, dá-lhes a importância que o nosso obrigado mereceu e prova-lhes que fazem as coisas da forma certa e que deverão continuar. Agradecer lembra-nos do quanto precisamos uns dos outros e de como somos pequenos se não tivermos com que nos partilhar. Agradecer regressa para nós, em forma de um obrigado ainda maior e enche-nos de um prazer que poucas palavras conseguem.

Eu agradeço, quando te reconheço. Eu agradeço quando te amo, quando tenho a certeza, quando te provo que és tu e de cada vez que apenas agradeço com a alma.

O meu obrigada de hoje tem pouco de diferente dos mil obrigados que consigo esbanjar, fazendo com que até as pedras da calçada sorriam. O meu obrigada é para os que nem sempre estão atentos, para os que não sabem do que sei e que ao sabe-los só poderia estar grata. O meu obrigada vai para os que conseguiram entrar na minha vida, baixando as minhas defesas e derrubando o muro que construí demasiado alto. O meu obrigada vai para ti, e para ti, sim e para ti também, por tudo o que me fizeram fazer, e por cada palavra que juntei e construí como agradecimento.

Vou agradecer como sei que devo, porque nada do que faço é apenas para mim, isso seria demasiado solitário e sem sentido. Já agradeci e nunca me canso de o fazer, pelos meus filhos, pela família de sangue e a que fui estendendo, com o tempo e a determinação que me caracterizam. Já agradeci o dia de hoje e até os outros mais duros, de "ontem", porque só tendo poderei realmente ter. Já agradeci pelo amor que me tenho e por aquele que saberei reproduzir quando chegar a pessoa que me faz falta, porque quando acontecer, terei a certeza de ter agradecido da forma certa!
Sex | 01.12.17

Eu sei o que tens pedido ao Pai Natal!

sueamado
Resultado de imagem para dear santa


Eu sei o que tens pedido ao Pai Natal, mas ele não te deu, porque será?


Quem é que te conhece, o bastante, para te poder inundar das pessoas certas? Quem sabe afinal do que precisas? Quem vê, para além do futuro, se elas poderão ou não ficar?

Não reclames do que não te deu o Pai Natal, porque ele sabia o que estava a fazer. Nem todos os presentes que chegam bem embrulhados, trazem dentro o melhor e o esperado. Não olhes para o exterior, não te iludas com o que pensas saber dos outros, e não te desiludas de cada vez que se revelarem, porque cada um tem o que lhe cabe e nem tu o poderás mudar.

Pediste ao Pai Natal um amor que ficasse, alguém que soubesse do que és feita antes mesmo de te tocar. Pediste um coração gigante, puro e capaz de amaciar o teu. Pediste o que sabias que nem o pobre do Pai Natal te iria poder dar. Porquê? Porque como tu não há, porque a tua versão masculina não existe, porque a metade de alguém é apenas isso e nunca se poderá juntar à tua inteira.

Espero que saibas o que pedir este Natal e que se a neve não te chegar, até porque já não lhe tocas há algum tempo, então que seja sol, muito sol, tanto sol que te derreta as mágoas e te lave a esperança.

Pára de pedir, e encontra. Vai à procura do que sempre te importou, nem que seja no pólo norte.
Pára de esperar que as palavras curem quem está doente, porque elas apenas agitarão fraquezas. Pára de te imaginar no futuro de alguém, e mantém-te tu, no teu, como só tu consegues.

Eu sei o que tens pedido ao Pai Natal, até porque estava lá quando o fizeste. Não parece ter adiantado, pronto, outros virão, seguidos de muitos carnavais, envoltos em tudo o que alguns verões ainda serão capazes de reconstruir!
Sex | 01.12.17

Eu sei o que tens pedido ao Pai Natal!

sueamado
Resultado de imagem para dear santa


Eu sei o que tens pedido ao Pai Natal, mas ele não te deu, porque será?


Quem é que te conhece, o bastante, para te poder inundar das pessoas certas? Quem sabe afinal do que precisas? Quem vê, para além do futuro, se elas poderão ou não ficar?

Não reclames do que não te deu o Pai Natal, porque ele sabia o que estava a fazer. Nem todos os presentes que chegam bem embrulhados, trazem dentro o melhor e o esperado. Não olhes para o exterior, não te iludas com o que pensas saber dos outros, e não te desiludas de cada vez que se revelarem, porque cada um tem o que lhe cabe e nem tu o poderás mudar.

Pediste ao Pai Natal um amor que ficasse, alguém que soubesse do que és feita antes mesmo de te tocar. Pediste um coração gigante, puro e capaz de amaciar o teu. Pediste o que sabias que nem o pobre do Pai Natal te iria poder dar. Porquê? Porque como tu não há, porque a tua versão masculina não existe, porque a metade de alguém é apenas isso e nunca se poderá juntar à tua inteira.

Espero que saibas o que pedir este Natal e que se a neve não te chegar, até porque já não lhe tocas há algum tempo, então que seja sol, muito sol, tanto sol que te derreta as mágoas e te lave a esperança.

Pára de pedir, e encontra. Vai à procura do que sempre te importou, nem que seja no pólo norte.
Pára de esperar que as palavras curem quem está doente, porque elas apenas agitarão fraquezas. Pára de te imaginar no futuro de alguém, e mantém-te tu, no teu, como só tu consegues.

Eu sei o que tens pedido ao Pai Natal, até porque estava lá quando o fizeste. Não parece ter adiantado, pronto, outros virão, seguidos de muitos carnavais, envoltos em tudo o que alguns verões ainda serão capazes de reconstruir!
Sex | 01.12.17

Eu sei o que tens pedido ao Pai Natal!

sueamado
Resultado de imagem para dear santa


Eu sei o que tens pedido ao Pai Natal, mas ele não te deu, porque será?


Quem é que te conhece, o bastante, para te poder inundar das pessoas certas? Quem sabe afinal do que precisas? Quem vê, para além do futuro, se elas poderão ou não ficar?

Não reclames do que não te deu o Pai Natal, porque ele sabia o que estava a fazer. Nem todos os presentes que chegam bem embrulhados, trazem dentro o melhor e o esperado. Não olhes para o exterior, não te iludas com o que pensas saber dos outros, e não te desiludas de cada vez que se revelarem, porque cada um tem o que lhe cabe e nem tu o poderás mudar.

Pediste ao Pai Natal um amor que ficasse, alguém que soubesse do que és feita antes mesmo de te tocar. Pediste um coração gigante, puro e capaz de amaciar o teu. Pediste o que sabias que nem o pobre do Pai Natal te iria poder dar. Porquê? Porque como tu não há, porque a tua versão masculina não existe, porque a metade de alguém é apenas isso e nunca se poderá juntar à tua inteira.

Espero que saibas o que pedir este Natal e que se a neve não te chegar, até porque já não lhe tocas há algum tempo, então que seja sol, muito sol, tanto sol que te derreta as mágoas e te lave a esperança.

Pára de pedir, e encontra. Vai à procura do que sempre te importou, nem que seja no pólo norte.
Pára de esperar que as palavras curem quem está doente, porque elas apenas agitarão fraquezas. Pára de te imaginar no futuro de alguém, e mantém-te tu, no teu, como só tu consegues.

Eu sei o que tens pedido ao Pai Natal, até porque estava lá quando o fizeste. Não parece ter adiantado, pronto, outros virão, seguidos de muitos carnavais, envoltos em tudo o que alguns verões ainda serão capazes de reconstruir!
Sex | 01.12.17

Definição de predador!

sueamado
Resultado de imagem para capuchinho vermelho


Um dos prazeres que acabo por sentir deste meu percurso literário, é a interacção com quem me segue, porque é dessas pessoas que me chega muita matéria, acabando por ser um dar e receber, como se espera de tudo na vida. Sou confrontada com imensos casos reais, dores que têm nome e lugares que existem mesmo, mas por vezes também surgem as perguntas, achando quem me lê, que eu a que escreve, terei talvez acesso a algo mais, quiçá divino, lamentavelmente não é verdade. No entanto e porque faço muitos quilómetros de estrada real, posso sempre deixar a minha visão das coisas e se ajudar de alguma forma, uma ou outra alma mais cansada, a minha repousará mais um pouco!

Agora vamos lá ao que importa. Ora então os predadores. Atenção, eles não são feios, porcos e maus. Já não cheiram a cavalo e a acontecer, será sinal de algum status, ou dinheiro, digo eu que não o conto. Os predadores são de todas as formas e formatos. Têm empregos respeitáveis, ou que já o foram em tempos. Não andam mal vestidos e até carregam em marcas bem conhecidas e facilmente indicadoras de que não andam a pedir à porta das igrejas, também não é que alguém lhes desse alguma coisa, mas adiante.

Definição de predador, muito pessoal e rebuscada, tendo como intuito fazer-vos pensar, mas rir e aliviar da pressão diária, até porque lá fora está um sol que aquece TUDO. Já no século passado se escrevia lindamente sobre o tema e na história do Capuchinho Vermelho, o lobo não vem retratado como suspeito, feio e ignóbil. Ele já conseguia com as suas boas maneiras e bom vocabulário, enganar os menos atentos. Vejam lá que até comeu a avó. Naquela altura era literalmente comer, nada mais do que aquilo que vos passa pela cabeça quando lêem esta palavra, comer. Os predadores não precisam de ter alvos, alguns deixam-se ir na corrente, pescando o que saltar, se for salmão melhor porque esses nadam ao contrário e por consequência são mais fáceis. Os predadores têm sorrisos conciliadores e olhos que olham dentro, porque afinal meus amigos, eles também lêem as avaliações cientificas acerca da forma como se comportam os respeitáveis. Se até há quem engane os detectores de mentiras... Os predadores abraçam-vos e permitem que encostem a cabeça, protegendo-vos, aparentemente do que vos ameaça. Ups! Os predadores são gajos giros. Charmosos. Interessantes e bons coversadores, lá está, também leram a história da outra que até usava vermelho, hoje seria ela a comida. Os predadores vão continuar a sê-lo, desiluda-se quem achar o contrário e atenção, o Natal está à porta, mas já cresceram o bastante para não acreditarem no homem das barbas brancas. Certo?

Como é que nos livramos deles afinal? BOA, ainda não cheguei a essa parte, perdoem-me, mas tenho andado pela biblioteca à procura de literatura que nos safe, que seja tipo contra-informação. Quando encontrar, juro que partilho, mas até lá, cuidado, olhem várias vezes por cima do ombro, because the boogie man can be watching you!
Sex | 01.12.17

Definição de predador!

sueamado
Resultado de imagem para capuchinho vermelho


Um dos prazeres que acabo por sentir deste meu percurso literário, é a interacção com quem me segue, porque é dessas pessoas que me chega muita matéria, acabando por ser um dar e receber, como se espera de tudo na vida. Sou confrontada com imensos casos reais, dores que têm nome e lugares que existem mesmo, mas por vezes também surgem as perguntas, achando quem me lê, que eu a que escreve, terei talvez acesso a algo mais, quiçá divino, lamentavelmente não é verdade. No entanto e porque faço muitos quilómetros de estrada real, posso sempre deixar a minha visão das coisas e se ajudar de alguma forma, uma ou outra alma mais cansada, a minha repousará mais um pouco!

Agora vamos lá ao que importa. Ora então os predadores. Atenção, eles não são feios, porcos e maus. Já não cheiram a cavalo e a acontecer, será sinal de algum status, ou dinheiro, digo eu que não o conto. Os predadores são de todas as formas e formatos. Têm empregos respeitáveis, ou que já o foram em tempos. Não andam mal vestidos e até carregam em marcas bem conhecidas e facilmente indicadoras de que não andam a pedir à porta das igrejas, também não é que alguém lhes desse alguma coisa, mas adiante.

Definição de predador, muito pessoal e rebuscada, tendo como intuito fazer-vos pensar, mas rir e aliviar da pressão diária, até porque lá fora está um sol que aquece TUDO. Já no século passado se escrevia lindamente sobre o tema e na história do Capuchinho Vermelho, o lobo não vem retratado como suspeito, feio e ignóbil. Ele já conseguia com as suas boas maneiras e bom vocabulário, enganar os menos atentos. Vejam lá que até comeu a avó. Naquela altura era literalmente comer, nada mais do que aquilo que vos passa pela cabeça quando lêem esta palavra, comer. Os predadores não precisam de ter alvos, alguns deixam-se ir na corrente, pescando o que saltar, se for salmão melhor porque esses nadam ao contrário e por consequência são mais fáceis. Os predadores têm sorrisos conciliadores e olhos que olham dentro, porque afinal meus amigos, eles também lêem as avaliações cientificas acerca da forma como se comportam os respeitáveis. Se até há quem engane os detectores de mentiras... Os predadores abraçam-vos e permitem que encostem a cabeça, protegendo-vos, aparentemente do que vos ameaça. Ups! Os predadores são gajos giros. Charmosos. Interessantes e bons coversadores, lá está, também leram a história da outra que até usava vermelho, hoje seria ela a comida. Os predadores vão continuar a sê-lo, desiluda-se quem achar o contrário e atenção, o Natal está à porta, mas já cresceram o bastante para não acreditarem no homem das barbas brancas. Certo?

Como é que nos livramos deles afinal? BOA, ainda não cheguei a essa parte, perdoem-me, mas tenho andado pela biblioteca à procura de literatura que nos safe, que seja tipo contra-informação. Quando encontrar, juro que partilho, mas até lá, cuidado, olhem várias vezes por cima do ombro, because the boogie man can be watching you!
Sex | 01.12.17

Definição de predador!

sueamado
Resultado de imagem para capuchinho vermelho


Um dos prazeres que acabo por sentir deste meu percurso literário, é a interacção com quem me segue, porque é dessas pessoas que me chega muita matéria, acabando por ser um dar e receber, como se espera de tudo na vida. Sou confrontada com imensos casos reais, dores que têm nome e lugares que existem mesmo, mas por vezes também surgem as perguntas, achando quem me lê, que eu a que escreve, terei talvez acesso a algo mais, quiçá divino, lamentavelmente não é verdade. No entanto e porque faço muitos quilómetros de estrada real, posso sempre deixar a minha visão das coisas e se ajudar de alguma forma, uma ou outra alma mais cansada, a minha repousará mais um pouco!

Agora vamos lá ao que importa. Ora então os predadores. Atenção, eles não são feios, porcos e maus. Já não cheiram a cavalo e a acontecer, será sinal de algum status, ou dinheiro, digo eu que não o conto. Os predadores são de todas as formas e formatos. Têm empregos respeitáveis, ou que já o foram em tempos. Não andam mal vestidos e até carregam em marcas bem conhecidas e facilmente indicadoras de que não andam a pedir à porta das igrejas, também não é que alguém lhes desse alguma coisa, mas adiante.

Definição de predador, muito pessoal e rebuscada, tendo como intuito fazer-vos pensar, mas rir e aliviar da pressão diária, até porque lá fora está um sol que aquece TUDO. Já no século passado se escrevia lindamente sobre o tema e na história do Capuchinho Vermelho, o lobo não vem retratado como suspeito, feio e ignóbil. Ele já conseguia com as suas boas maneiras e bom vocabulário, enganar os menos atentos. Vejam lá que até comeu a avó. Naquela altura era literalmente comer, nada mais do que aquilo que vos passa pela cabeça quando lêem esta palavra, comer. Os predadores não precisam de ter alvos, alguns deixam-se ir na corrente, pescando o que saltar, se for salmão melhor porque esses nadam ao contrário e por consequência são mais fáceis. Os predadores têm sorrisos conciliadores e olhos que olham dentro, porque afinal meus amigos, eles também lêem as avaliações cientificas acerca da forma como se comportam os respeitáveis. Se até há quem engane os detectores de mentiras... Os predadores abraçam-vos e permitem que encostem a cabeça, protegendo-vos, aparentemente do que vos ameaça. Ups! Os predadores são gajos giros. Charmosos. Interessantes e bons coversadores, lá está, também leram a história da outra que até usava vermelho, hoje seria ela a comida. Os predadores vão continuar a sê-lo, desiluda-se quem achar o contrário e atenção, o Natal está à porta, mas já cresceram o bastante para não acreditarem no homem das barbas brancas. Certo?

Como é que nos livramos deles afinal? BOA, ainda não cheguei a essa parte, perdoem-me, mas tenho andado pela biblioteca à procura de literatura que nos safe, que seja tipo contra-informação. Quando encontrar, juro que partilho, mas até lá, cuidado, olhem várias vezes por cima do ombro, because the boogie man can be watching you!

Pág. 19/19