Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Feel Me

Sou tudo o que escrevo e escrever é o que me move!

Feel Me

Sou tudo o que escrevo e escrever é o que me move!

Ter | 28.08.18

Barreiras mentais!

sueamado


Nós somos o que pensamos e por norma pensamos a uma velocidade estonteante, colocando personagens em verdadeiros filmes que produzimos, realizamos e nos quais somos as estrelas, para o bem e para o mal. Nós somos o que pensamos, de cada vez que pensamos que não seremos capazes, não teremos forma de chegar ao outro, ou pior ainda, que não serviremos.

As nossas barreiras mentais, aquelas que deixamos ampliar até não termos mais forma de nos controlarmos, refreiam-nos e impedem-nos de vermos a realidade como ela é! 

Estarmos em dois, sendo mesmo dois, força-nos a juntar tudo o que o outro representa para nós, não nos demovendo de entender o que representamos para quem passou a ser a nossa parte mais importante. Sermos dois "obriga" a que passemos a procurar cada vírgula, todos os sons e sensações que deixarão o outro tão completo quanto passaremos a ser. Sermos dois transforma-se numa montanha russa constante, da qual precisamos desesperadamente de descer, mas que não arriscamos desacelerar com receio de perder a viagem.

As barreiras mentais são alertas do nosso sistema de defesa pessoal, mas nem sempre estão certos, muitas vezes, grande parte delas, são apenas medos ampliados e desenfreados, medo sobretudo de estarmos errados e de precisarmos de recomeçar outra vez...
Seg | 27.08.18

Quando te afastas da emoção...

sueamado
EM


O que é que te chega quando te afastas da emoção? O que pediste, certinho e direitinho, sobretudo discernimento, uma visão mais ampla e menos estupidez natural. Assim mesmo, curto e grosso.

Somos, obviamente, seres pensantes e envoltos em emoções e para falar a verdade estamos a cada dia menos preocupados com os outros, mas usamos toda a emoção que nos sobra da pior forma, pensando o impensável e vendo o que não existe.

Quando te afastas o bastante da emoção e permites que a razão venha contrabalançar os pratos, antecipas o que deve ser dito e feito, sem dramas desnecessários. Falas quando é suposto fazeres-te ouvir e calas-te quando mais nada deve ser dito. Foges do que não te serve e magoa, ou aguentas de forma estóica cada revés, sabendo que o resultado final beneficiará todos os envolvidos. 

Não deixes que tudo se quebre, de forma irreversível. Decide de forma determinada e impõe o que apenas fará sentido se carregar o sabor certo. Não adies. Não olhes para o lado. Não sorrias se sentes vontade de chorar e não carregues mais do que o teu corpo permite. Não queiras ser para lá de humana, porque arriscas desumanizar-te para sempre.

Quando te afastas da emoção e acertas cada ponteiro, as horas passam a passar sem percalços de maior, sendo apenas um dos meios de ditar o tempo, porque o que importa em cada uma terá que ser determinado por ti!
Seg | 27.08.18

Quando te afastas da emoção...

sueamado
EM


O que é que te chega quando te afastas da emoção? O que pediste, certinho e direitinho, sobretudo discernimento, uma visão mais ampla e menos estupidez natural. Assim mesmo, curto e grosso.

Somos, obviamente, seres pensantes e envoltos em emoções e para falar a verdade estamos a cada dia menos preocupados com os outros, mas usamos toda a emoção que nos sobra da pior forma, pensando o impensável e vendo o que não existe.

Quando te afastas o bastante da emoção e permites que a razão venha contrabalançar os pratos, antecipas o que deve ser dito e feito, sem dramas desnecessários. Falas quando é suposto fazeres-te ouvir e calas-te quando mais nada deve ser dito. Foges do que não te serve e magoa, ou aguentas de forma estóica cada revés, sabendo que o resultado final beneficiará todos os envolvidos. 

Não deixes que tudo se quebre, de forma irreversível. Decide de forma determinada e impõe o que apenas fará sentido se carregar o sabor certo. Não adies. Não olhes para o lado. Não sorrias se sentes vontade de chorar e não carregues mais do que o teu corpo permite. Não queiras ser para lá de humana, porque arriscas desumanizar-te para sempre.

Quando te afastas da emoção e acertas cada ponteiro, as horas passam a passar sem percalços de maior, sendo apenas um dos meios de ditar o tempo, porque o que importa em cada uma terá que ser determinado por ti!
Sex | 24.08.18

Sei como me fazes sentir!

sueamado


Sei como me fazes sentir. Tenho, em mim, todas as emoções que apenas tu consegues passar. Encontro, ainda e depois do primeiro dia em que te tive, as razões que seguram o meu coração, mesmo que a razão me persiga e force a decidir. Sei que preciso de manter as dúvidas, porque são elas que me mantêm viva e a esperar pelo que só pode chegar, na tua forma ou num formato muito próprio. Sei como me fazes sentir e é assim que quero continuar!

Dizem-me que te devo dizer tudo, mas o que não sabem é que já sei o que disse a mais ou nunca deveria ter dito. Opinam, tentam, sobre o que fizemos e fomos ambos, mas mesmo que me sinta por vezes bem mais tonta do que pareço, sei bem o que tive. Sei bem o que ouvi e senti. Sei quem foste e sei que ainda não me superaste. Dizem-me que te devo esquecer, mas esquecem-se de quem sou, do poder que coloco no que amo, porque amar é o que posso fazer, apenas eu, ao meu ritmo e sem que me meçam ou pesem. Sopram-me e gritam, tentando que não me perca, mas há muito que perdi a parte que te pertenceu e essa já ninguém terá forma de recuperar.

Sei ao que sabias, mas agora, de mansinho, estou a perder o que demorou a chegar e que se implantou no que nem julgava possuir. Sei como me fazias sentir mesmo antes de te saber, porque esperei uma vida inteira pela vida que me prometeste. Sei porque te aceitei e o que sonhei de ti, mesmo que não conseguisse que sonhássemos juntos. Sei o que deixei por fazer para que não te faltasse e tudo o que consegui que fosse feito, para que não me faltasses, mas ainda assim não adiantou. Sei como me fazias sentir e é por isso que aqui, neste lugar que tem um tempo onde apenas eu estou, continuas a estar, mesmo que longe. Sei o sabor da dor que já me moeu corpo e alma, mas que serve para que não te arranque, porque o escolhi assim e porque ainda não te superei.

Sei como me fazes sentir, ainda e é apenas isso que me segura!


Sex | 24.08.18

Sei como me fazes sentir!

sueamado


Sei como me fazes sentir. Tenho, em mim, todas as emoções que apenas tu consegues passar. Encontro, ainda e depois do primeiro dia em que te tive, as razões que seguram o meu coração, mesmo que a razão me persiga e force a decidir. Sei que preciso de manter as dúvidas, porque são elas que me mantêm viva e a esperar pelo que só pode chegar, na tua forma ou num formato muito próprio. Sei como me fazes sentir e é assim que quero continuar!

Dizem-me que te devo dizer tudo, mas o que não sabem é que já sei o que disse a mais ou nunca deveria ter dito. Opinam, tentam, sobre o que fizemos e fomos ambos, mas mesmo que me sinta por vezes bem mais tonta do que pareço, sei bem o que tive. Sei bem o que ouvi e senti. Sei quem foste e sei que ainda não me superaste. Dizem-me que te devo esquecer, mas esquecem-se de quem sou, do poder que coloco no que amo, porque amar é o que posso fazer, apenas eu, ao meu ritmo e sem que me meçam ou pesem. Sopram-me e gritam, tentando que não me perca, mas há muito que perdi a parte que te pertenceu e essa já ninguém terá forma de recuperar.

Sei ao que sabias, mas agora, de mansinho, estou a perder o que demorou a chegar e que se implantou no que nem julgava possuir. Sei como me fazias sentir mesmo antes de te saber, porque esperei uma vida inteira pela vida que me prometeste. Sei porque te aceitei e o que sonhei de ti, mesmo que não conseguisse que sonhássemos juntos. Sei o que deixei por fazer para que não te faltasse e tudo o que consegui que fosse feito, para que não me faltasses, mas ainda assim não adiantou. Sei como me fazias sentir e é por isso que aqui, neste lugar que tem um tempo onde apenas eu estou, continuas a estar, mesmo que longe. Sei o sabor da dor que já me moeu corpo e alma, mas que serve para que não te arranque, porque o escolhi assim e porque ainda não te superei.

Sei como me fazes sentir, ainda e é apenas isso que me segura!


Sex | 24.08.18

Tens pressa do quê?

sueamado
7 Ways To Boost Your Brainpower


O que é que não pode esperar? Do que tens pressa afinal e o que te faz correr?

A pressa é sinónimo da tua incapacidade de maturar, significa que não estás pronta para os passos que têm que ser percorridos e não saltados. A pressa é inimiga da perfeição e da sanidade mental, porque te deixa a querer demasiado o que até já é teu, apenas ainda não te foi entregue. A pressa impede-te de saborear o que leva mais tempo e de ver o que é mais pequeno, mas igualmente importante. A pressa é basicamente o medo que sentes de ter que esperar demasiado tempo, mas que nunca será demasiado, apenas o necessário.

Tens pressa do quê afinal, será que sabes? E quando o dizes em voz alta, ao que é que te soa?

Tens que perceber que a vida são tempos e momentos que precisam de se encontrar. A vida é saberes ao que sabe o que antecipaste, mas apenas quando o saboreares. A vida é teres o que escolher, entre tantas escolhas já feitas e outras que te poderão mudar. A vida é o veículo inevitável para tudo o que deves aprender, até que possas finalmente parar de esperar. Mas por agora espera, o mais tranquilamente que conseguires, porque vai decididamente valera  pena!
Sex | 24.08.18

Tens pressa do quê?

sueamado
7 Ways To Boost Your Brainpower


O que é que não pode esperar? Do que tens pressa afinal e o que te faz correr?

A pressa é sinónimo da tua incapacidade de maturar, significa que não estás pronta para os passos que têm que ser percorridos e não saltados. A pressa é inimiga da perfeição e da sanidade mental, porque te deixa a querer demasiado o que até já é teu, apenas ainda não te foi entregue. A pressa impede-te de saborear o que leva mais tempo e de ver o que é mais pequeno, mas igualmente importante. A pressa é basicamente o medo que sentes de ter que esperar demasiado tempo, mas que nunca será demasiado, apenas o necessário.

Tens pressa do quê afinal, será que sabes? E quando o dizes em voz alta, ao que é que te soa?

Tens que perceber que a vida são tempos e momentos que precisam de se encontrar. A vida é saberes ao que sabe o que antecipaste, mas apenas quando o saboreares. A vida é teres o que escolher, entre tantas escolhas já feitas e outras que te poderão mudar. A vida é o veículo inevitável para tudo o que deves aprender, até que possas finalmente parar de esperar. Mas por agora espera, o mais tranquilamente que conseguires, porque vai decididamente valera  pena!
Qui | 23.08.18

Estar feliz!

sueamado


Estar feliz! Nada mais natural e conveniente para que possamos concretizar tudo o que nos propomos. A nossa visão fica menos turva, sabemos como fazer e até onde ir, porque a vitamina da felicidade se propaga a uma enorme velocidade e se estivermos de bem com tudo e todos, conseguimos tocar até o céu!

Quem é que não o experimentou já? Quem nunca esteve naquele estágio de euforia contagiante que nos fazia ver para além do nosso pequeno mundo?

Nós sabemos, claro, e também o queremos, mas nem sempre chegamos para ficar, nem sempre mantemos o que nos mantém felizes e acabamos a descer ao planeta terra, com todas as quedas eminentes, pedras e buracos, restando-nos apenas ir andando e tentando sobreviver.

Estar feliz já é bem mais do que um desejo, é uma necessidade, é a bóia que nos enviam quando ameaçávamos afundar, é o lugar de onde não deveríamos ter que voltar, mas é um desafio que supera em muito a nossa capacidade de reagir, de entender e de agarrar com ambas as mãos o que afortunadamente recebemos. Eu sei do que é feita a minha felicidade, e quem contribui para que a tenha, até aí já cheguei, mas depois de mim existem os outros, e sobre eles não tenho o mesmo poder, por isso adapto-me, trabalho mais, esforço-me o dobro e aceito o que não consigo mudar, caramba, mas era tão simples...
Qui | 23.08.18

Estar feliz!

sueamado


Estar feliz! Nada mais natural e conveniente para que possamos concretizar tudo o que nos propomos. A nossa visão fica menos turva, sabemos como fazer e até onde ir, porque a vitamina da felicidade se propaga a uma enorme velocidade e se estivermos de bem com tudo e todos, conseguimos tocar até o céu!

Quem é que não o experimentou já? Quem nunca esteve naquele estágio de euforia contagiante que nos fazia ver para além do nosso pequeno mundo?

Nós sabemos, claro, e também o queremos, mas nem sempre chegamos para ficar, nem sempre mantemos o que nos mantém felizes e acabamos a descer ao planeta terra, com todas as quedas eminentes, pedras e buracos, restando-nos apenas ir andando e tentando sobreviver.

Estar feliz já é bem mais do que um desejo, é uma necessidade, é a bóia que nos enviam quando ameaçávamos afundar, é o lugar de onde não deveríamos ter que voltar, mas é um desafio que supera em muito a nossa capacidade de reagir, de entender e de agarrar com ambas as mãos o que afortunadamente recebemos. Eu sei do que é feita a minha felicidade, e quem contribui para que a tenha, até aí já cheguei, mas depois de mim existem os outros, e sobre eles não tenho o mesmo poder, por isso adapto-me, trabalho mais, esforço-me o dobro e aceito o que não consigo mudar, caramba, mas era tão simples...
Qui | 23.08.18

Quem são estas novas pessoas!

sueamado
Pinterest - Grace Carroll


A janela pela qual vou olhando para este "maravilhoso" mundo novo, está mais ampla e colorida, talvez porque eu esteja mais atenta e livre para entender o que corre e de que forma, ou porque simplesmente consigo o devido e confortável distanciamento!

As pessoas estão diferentes, irreconhecíveis até, parecem ter uma carapaça e um sorriso que não combina. Vivem à pressa, para tudo o que não as completa, mas atrasam-se no essencial, deixando penduradas quem um dia ainda as poderá valer. Não lhes encontro forma nem formato familiar. Já não sei o que as move e é tão pouco o que as demove de mais, e ainda assim de melhor. Querem o que querem e só questionam o que lhes dá trabalho. Procuram o exterior nos outros de forma demasiado urgente e quando têm que lidar com o interior, cansam-se e desistem rapidamente. Não sei quem são estas "novas" pessoas, tal como não sei o que esperam receber um dia.

Por vezes pareço estar a ver um filme de quinta categoria, mas como até me vão fazendo rir, não desligo e assisto para tentar perceber se o final será diferente. Pasmo-me sempre e de cada vez que tento, porque tudo é igual, é sempre mais do mesmo.

Quem são estas novas pessoas? Será que se revelaram, ou mudaram realmente, para pior?

Até que podia ir-me mantendo aqui, a ver de camarote, o problema é que elas fazem parte dum todo e irão inevitavelmente cruzar-se comigo ou com os meus, por isso vou continuar a tentar perceber quem são, encontrando, quiçá, uma explicação para o que agora não explico.

Estas novas pessoas estão literalmente a pôr-se a jeito, não das críticas, porque não lhes parecem fazer mossa, mas do carma, and carma is a bitch!