Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Feel Me

Sou tudo o que escrevo e escrever é o que me move!

Feel Me

Sou tudo o que escrevo e escrever é o que me move!

Qua | 14.10.20

Como será que te vêem?

sueamado



Por vezes sinto pena dos que ainda não me conhecem, porque poderiam levar TANTO mais do que aquilo que pedem!

Nem sempre nos abrimos aos outros, até porque não teríamos como os deixar "entrar" a todos, mas vezes há em que os outros escolhem ver-nos pelo que são, usando uma espécie de viseira com cores difusas que lhes atrapalham e induzem em erro. Bastaria apenas que a removessem, no entanto a maioria nem sequer sabe que a carrega e continua a carregá-la, de forma enganosa, indefinidamente.
Por vezes sinto vontade de me explicar melhor, de mostrar o que tenho dentro e como sou capaz de sentir, intensamente quando me tocam, ou completamente alheada de tudo quando me desiludem, mas fico apenas por aí, pela vontade, porque a verdade é que não me cabe a mim querer mais.
Nem sempre esbarramos nas pessoas certas no nosso já longo percurso, mas a vida tem-me provado que todos são essenciais à nossa evolução.
Seg | 12.10.20

Tens que saber quem és!

sueamado

Sabes que já atingiste o nível de evolução que te eleva verdadeiramente, quando estás tão tranquila por dentro, que o exterior dos outros, os seus medos e paragens ininterruptas já não te importam. Sabes que a tua quietude interior é demasiado preciosa para que a roubem a troco de nada. Sabes que o que aprendeste é fruto do empenho que os outros se recusam e por isso mesmo recusas-lhes mais cedências. Sabes que tens que parar de te repetir, porque não te ouvem, não te entendem e não pretendem mudar. Sabes ver quem antes era difuso e deixas de ver até os que aparentemente serão bem visíveis. Sabes, porque o sentiste, que as dores não se carregam para sempre, mas que o sorriso, esse sim, pode estar no canto da boca, aquela da qual já apenas sai o que deve ser dito. Sabes tanto sobre ti, que deixas de querer saber do que são feitos os que ainda nada sabem, mesmo que tudo lhes seja demonstrado, uma e outra vez. Sabes quem és e o que precisas para que vás precisando cada vez menos de te explicar. Sabes bem o que consegues quando te dispões a fazer acontecer e é assim que tudo vai acontecendo, no tempo certo, quando te faz mesmo falta e nem 1 segundo antes. Sabes que tens o coração pronto porque já nada do passado te ensombra e porque recebes o hoje com a serenidade que te carrega para um futuro cheio de sol.

Sex | 09.10.20

Os silêncios ainda te atormentam?

sueamado




Quando a vida passava de forma acelerada, sentia-me presa, sem saída, sem querer pensar demasiado e não tinha tempo para processar emoções profundas, nem sequer dores ou anseios, porque quem precisava de mim continuaria a precisar, para se alimentar, para os assuntos da escola e para os sentimentos ao rubro, é que mesmo perante o caos, as necessidades continuavam lá. Não tinha tempo, mas precisava de escapes, de saídas, de gritos com sons que não assustam e foi assim que a escrita chegou e me curou. Ser brutalmente honesta sabe-me pela vida. Escrever sobre o que sinto e outros também sentirão, retira algum do poder que a maldade usa para me tentar enfraquecer.


" O silêncio é amigo de quem atormenta, não de quem é atormentado" - Elie Wiesel -

Temos que saber usar as palavras para mudarmos o que nos atormenta e não o contrário. Mas... e o mas existe sempre, não o podemos fazer de qualquer forma, achando que vale mais dizer algo disparatado, do que pensar, repensar, reconsiderar e ajustar. Nunca mais me permiti silêncios quando tinha que me falar, nem aos que precisavam de saber quem sou para me adicionarem às suas vidas, ou me retirarem para sempre. No entanto quando digo tudo o que me cabe, depois de tecer todas as considerações, acabo sempre por considerar que me devem uns quantos silêncios para que a paz regresse e é nessa altura que nunca mais volto a proferir qualquer palavra.

A vida já não passa de forma acelerada, agora tenho o tempo que o meu tempo precisa para que possa ser a pessoa que exijo aos outros. A vida já não precisa de me repetir que sou a minha pessoa mais importante, porque finalmente o entendi e é assim que me trato todos os dias.

Qui | 08.10.20

Quanto tempo precisarias mais para saberes quem sou?

sueamado



Quanto tempo precisarias mais para saberes quem sou? O que teria que fazer, para além de tudo o que fiz, para que parasses de me avaliar e apenas usufruíres do que te dei? Quem teria que ser para que conseguisses ser tu mesmo, sem mentiras e sem lugares que apenas existiram na minha mente? Onde foste buscar as forças para me usares e onde encontraste tanta coragem para me dizeres o que afinal até não sentias?

Nunca me conheceste. Nunca chegaste a saber quem era a mulher que acordava ao teu lado, dando-se sem te pedir nada apenas o tempo que desdobrava para que nos tivéssemos em pleno. Nunca percebeste o que te dizia, sem qualquer necessidade de legendas, porque me saía de dentro, era eu toda em cada vontade de te ter enquanto te queria tanto. Nunca saboreaste verdadeiramente a boca que cobrias de beijos, porque certamente não era a mim que beijavas. Nunca agradeceste pelo corpo que estremecia com o teu toque e eram tantos os que o poderiam ter tocado. Nunca confiaste o bastante para te soltares e seres o homem que imaginei, numa fantasia boa, mas apenas até acordar...
Quanto tempo gastas agora a recordar o que foi teu e desperdiçaste? Que partes dos dias que certamente serão bem mais pequenos, reservas à lembrança de quem nunca se esqueceu de ti? Que vontade te arrebata agora de me teres como era, tua, sem imposições nem cobranças? De que palavras ainda te lembras, de todas quantas te disse, sobretudo enquanto tentava que acreditasses que sem mim nunca serias feliz? Quantas vidas já gastaste por não quereres saber o que já sei? Quanto tempo levarás a curar-te do amor que nunca mais sentirás na pele, colado à tua alma e tão reservado para o teu coração? Quanto tempo leva o teu tempo a passar?
Qua | 07.10.20

De repente regressei a mim...

sueamado



De repente deixaste de ser um assunto e nada do que te diga respeito me importa mais. Foste finalmente colocado na prateleira que te cabe por direito e mesmo que me tenha culpado, lá atrás, pelo muito que acabei por te dar, já não me dou o direito de voltar a reclamar. Sou sempre tão assertiva com tudo o que deve fazer parte de mim e das minhas rotinas, mas quando o amor me invade, deixo-me invadir por uma onda meio apalermada de fé no outro e na sua capacidade de me amar de volta e regra geral corre mal. Mas aprendi, felizmente, que ampliamos tudo aquilo no qual colocamos foco, para o bem e para o mal, assim sendo desfoco-me do que não me serve e uso lentes de aumentar para tudo o que quero mesmo ter e manter.

De repente já sou capaz de me rir dos choros descompensados e dos desejos de encontrar a minha suposta metade, busca escusada, porque se sou inteira e valho por tudo o que construí, porque raio deveria querer metade de alguém? Já não me vendo por pouco e já não crio expectativas irrealistas, os outros são simplesmente o que carregam. Criar relações e buscar conexões exige que se queira MESMO ter alguém por perto, porque quando passamos a ter mais do que nós mesmos em espaços comuns, convém que saibamos como nos movimentar adequadamente, sem atropelos e sem demasiadas conceções, porque a terem que acontecer, algo estará claramente errado.

De repente sou apenas eu e já não me incomoda. Não esfriei, não desisti e certamente que não deixei de sentir, apenas reavaliei o peso que tenho na minha própria vida e ele aumentou substancialmente e felizmente não na proporção da massa gorda, essa já está em total consonância com a pessoa que me tornei e naquela que ainda serei lá mais para a frente.

De repente estou aqui e a viagem afinal nem foi assim tão atribulada!
Ter | 06.10.20

Podes ser feliz SIM!

sueamado



Podes ser feliz SIM, apesar da infelicidade generalizada, até porque a tua infelicidade não serviria a ninguém. Podes querer mais, de ti e dos outros que conheces e até dos que ainda esperas ver chegar, porque se subires a fasquia, vais receber aquilo que te acrescenta. Podes olhar para o mundo e ver apenas o lado bom, primeiro porque ele existe, e depois porque ao fazê-lo estarás a criar uma nova realidade, a que te serve. Podes escolher com cuidado as palavras que te mudarão por dentro, descartando as mais pequenas e com uma sonoridade que parte até espelhos e são tantos os que as usam. Podes dançar ao teu ritmo, com músicas diferentes, mas poderosas, porque se te movem e melhoram, são exactamente o que precisas. Podes tudo quando decides ter tudo e nada menos do que isso. Podes decidir quando e onde recomeçar, mesmo que os novos começos tenham sido recentes. Podes mudar o que não está certo, porque a mudança mantém-nos vivos. Podes confiar nos teus instintos e segui-los, porque apenas assim chegarás ao teu lugar. Começa já hoje!


Dom | 04.10.20

Conversas do coração!

sueamado



Conversas do coração - "Não importa qual a pergunta, a resposta será sempre o amor"!

Tudo na vida revolve em torno do amor e da falta dele. Sem amor, por nós, pelos outros, por tudo o que mexe e até pelo que aparenta ser estático, nunca teremos o coração preenchido o bastante para nos sentirmos bem connosco, sorrindo das coisas mais tolas e resistindo às mais duras. É indubitável que as pessoas mais felizes por dentro, com aquela felicidade que as eleva e transporta para os lugares onde se sentirão em casa e em paz, são capazes de grandes feitos e mudam MESMO o mundo, começando pelo seu. É surpreendente perceber que até os seres mais fechados, "estranhos" ou diferentes, carregam sonhos que suportam os seus desejos de fazer algo de BOM, de grandioso e de valioso.

Não importa o que tenhas com que te importar e de que tema estejas a falar, se não colocares amor, respeito, empatia e reconhecimento em tudo o que fazes e passas aos outros, nunca passarás de apenas mais uma pessoa. Não importa o quadrante da sociedade, o corporativo, industrial, político e até do pequeno empreendimento, se não fizeres o que te é devido com o coração, falando-te de cada vez que arriscares ser apenas alguém, em mais um dia e com mais uns quantos receios e cansaço emocional, nunca terás como retorno a tão desejada felicidade, e não é afinal por ela que andamos todos por aqui?
Sex | 02.10.20

Queres levar uma vida inteira a saber quem és?

sueamado



Podes até levar uma vida inteira para criar uma imagem que se transforma na tua marca, com um cunho muito próprio e inimitável, mas quando o consegues, nunca mais aceitas imitações ou avaliações erradas. Sermos nós e sabendo que o estamos a ser em todos os momentos, dá uma trabalheira indecente, mas mal nos colamos o pensamento aos sentimentos, transformamo-nos para sempre.


Gosto IMENSO desta sensação de ser reconhecida em todos os pormenores. Gosto de saber que sabem quem sou e de que forma me dou ou retraio; Gosto dos limites que me imponho para que ninguém cruze a linha vermelha que desenhei de forma BEM clara; Gosto de não precisar de gostar de nada com o qual não me identifique; Gosto de ter as minhas próprias escolhas, sem me importar NADA com o facto de colidirem com a dos outros, é que ser eu no meu espaço e manter-me eu no meu tempo, é trabalho que abraço com o maior respeito. Gosto de gostar de forma simples e elaborada e sem precisar de me explicar; Gosto do sabores com que saboreio até os alimentos da alma; Gosto da minha maneira simples de andar por aqui, até para quem a considere estranha; Gosto do amor que multiplico para chegar aos que me dão amor de volta, mas gosto sobretudo de poder ir e ficar onde a minha vontade, sonhos e imaginação mandarem.

Podes levar uma vida inteira para perceber quem és e de que forma pretendes ser visto, mas mal aconteça, tudo o que estava quieto, arrumado e quase esquecido, vai simplesmente arrancar na velocidade que mudará o que já não serve. Acredita, eu sei do que falo!

Pág. 2/2